DOENÇAS ARTICULARES

Comuns algumas doenças serem tratadas em clínica médica veterinária, principalmente aquelas doenças que estão intimamente ligadas à idade avançada e a obesidade. Com o aumento da longevidade dos cães e gatos, decorrente da melhoria na qualidade de vida, temos atendido com muita frequência animais que estão sendo acometidos com doenças articulares que podem ser de origem inflamatória ou não inflamatória, sendo nesse último caso descrita como degenerativa. Estas doenças são de caráter progressivo, sendo crônico na articulação. Suas causas normalmente estão descritas por ocasião de traumatismos ou ainda podem ter um caráter idiopático, isto é, sem causa conhecida, porém mais frequente nos idosos.

A patologia se instala na região articular; ocasionando uma instabilidade e, portanto, na tentativa de manter um equilíbrio corpóreo leva a um esforço maior e por consequência um espessamento da cápsula articular formando-se por fim pontos de calcificação.

Essa doença é extremamente comum nos cães e os sintomas se restringem às articulações com dificuldade em movimentação rápida, dificuldade em sentar e levantar, atrofia muscular, etc… principalmente quando a temperatura ambiente está mais fria e úmida.

Para o diagnóstico há necessidade de um minucioso exame clínico acompanhado de exames laboratoriais, tais como Raio X e ultimamente com exames mais detalhados como ressonância magnética.

O tratamento consiste em melhorar as condições clínicas do animal, diminuindo o desconforto e tentando impedir uma futura degeneração da articulação. O Médico Veterinário também orientará o proprietário quanto a um controle do peso do animal para evitar uma sobrecarga e também o repouso necessário para a recuperação.

Todos esses cuidados são necessários para que o animal tenha uma boa qualidade de vida, pois quando ele não se movimenta ele acaba tendo alterações comportamentais e também prejudicando outros órgãos perdendo o interesse em nossa companhia.

Magda Izidio de Souza
Médica veterinária
CRMV/SP 2.703

Leave a Reply